Trilha do trabalho regado a muito esforço




Em pleno dia 1º de maio o Limoeiro Bike Clube (LBC) fez uma super trilha regada a muita poeira e uma temperatura de quase 29 graus. A galera se reuniu no mesmo "batcanal" e seguiu para um mundo de diversão. O destino seguiu-se rumo a Duas Pedras em meio as pedras soltas do local e sol escaldante. A galera seguiu no pedal com velocidade média de 20 km com direito a pausa para descanso. A chegada até Bom Sucesso de Cima foi realizada com sucesso e a chegada para Vila Mendes se deu de forma tranquila. Em Vida Mendes a parada foi regada a tapioca feita na hora e de todos os sabores, não igual aos feijõezinhos do Harry Potter é claro, mas tinha tinha sabores bons e a tradicional tapioca de coco. Depois de comer e descansar os bikeiros seguiram rumo ao Cedro debaixo de um sol impiedoso e muitas ladeiras. A chegada em Limoeiro (centro da cidade) foi tranquila e de quebra os ciclistas ainda acompanharam um passeio ciclístico realizado por um supermercado local. No pedal também tivemos a volta de Márcio Wanderley que após acidente e reabilitação retorna ao convívio dos amigos da bike. Assim foi nosso Diário de Bordo que contou para todos como foi a trilha do LBC. Tenham todos uma boa semana e um bom descanso. Domingo teremos mais trilha e mais uma edição do Diário de Bordo que foi produzido em pleno Dia do Trabalho para vocês amantes do ciclismo.

Veja mais fotos
















LBC faz trilha da Paixão



Hoje (03/04, sexta-feira-Santa) dia de reflexão e os ciclistas do LBC realizaram mais uma vez a trilha da Paixão que este ano foi maior que a de 2014.A trilha de hoje foi a Trilha da Paixão, onde percorremos o caminho da Via Sacra realizada pelas Matrizes de Nossa Senhora da Apresentação e do Alto de São Sebastião. Os membros do Limoeiro Bike Clube seguiram rumo a Rua Frei Estevão para subir a ladeira da Via Cruz, ladeira esta que é temida por muitos por conta de sua envergadura. Eles ainda chegaram a acompanhar a Via Sacra das duas igrejas. e vislumbraram a cidade vista de seu ponto mais alto. No meio do percurso a bike de Zé Edson furou o pneu  sendo necessário fazer a traca de imediato para que os ciclistas pudessem seguir caminho. A chega até o Morro do Redentor foi tranquila e lá pararam para tirar algumas fotos e depois seguimos pela descida de Zé da Lona tendo acesso a PE-90. Depois da Via Sacra os bikeiros seguiram rumo a Vila Mendes e de lá aportaram na Estrada Velha com direito a fotos e muito  mais. Certa vez um pároco de nossa cidade havia falado que se fizéssemos esta caminhada da semana santa nossos pecados estariam sendo perdoado e para demostrar nossa fé em Jesus Ressuscitado, nós do LBC há fazemos de bom gosto e fé. Desejamos a todos uma boa Páscoa e um bom final de semana. E continuem lendo nosso Diário de Bordo do LBC. Confira as fotos...








A volta dos que não foram



Alegrai-vós por que hoje é domingo dia do senhor e em especial dia de pedalar com amigos. O Limoeiro Bike Clube (LBC) se reuniu hoje (22/03) para ir a cidade de Salgadinho aproveitar o clima úmido e chuvoso do Agreste Pernambucano e curtir o que esta turma faz de melhor. O redator do Blog do LBC esta de molho e desde o dia 04 de janeiro não pedala, mas está em tratamento fisioterapêutico pra voltar a sua forma. A turma que foi pedalar hoje  representou  bem o grupo em um misto de Velha guarda e nova geração.  A conversa boa foi posta ao guidão e o velho desejo de pedalar mais falou mais alto motivando as bikeiros a pedalarem ainda mais longe. O quinteto saiu de Limoeiro por volta das 05 horas e 30 minutos com destino a Poço do Pau em meio a terra de chão batido e lama passando por  Pedra Tapada até desembarcar em Salgadinho.

O verde da vegetação mostrou o quanto o inverno é generoso para todos e faz o lugar ficar bonito com seu colorido conseguido através das vastas variedades de plantas do local.  Os cabras tiveram até parada em churrascaria para repor as baterias e apreciar a culinária local. Com 63 km de pura aventura os heróis chegaram a princesa do Capibaribe por volta das 11 horas com o dever cumprido. Ao que parece aos poucos a turma esta se reencontrando com os pedais. Embora não houvesse relatos das trilhas registrada pelo grupo, o LBC não deixou de pedalar e apenas não foram registradas por conta do acidente do bikeiro Márcio Mercury. Depois de um longo período sem Diário de Bordo, és que surge o mesmo mais vivo do que nunca. Assim "batemos nosso ponto e registramos mais um pedal do LBC. Sejam todos bem vindos ao mundo do ciclismo rural com o LBC.









Trilha pra torar a alça do corpete



Alegria, alegria, domingão dia de Trilha do LBC e de muita farra. A trilha começou por volta das 5 horas e 20 minutos com os ciclistas botando pra torar rumo ao Cedro. A velocidade média da galera foi de 25 km por hora o que garantiu uma chegada ao Cedro mais rápida que o esperado. A primeira parte de muitas outras foi marcada por poeira e ladeiras moderadas. Após descansar na pracinha do Cedro a turma seguiu rumo a comunidade rural de Pitombeira, onde em meio a subidas e descidas aportaram para descansar e comer bolo de bacia com guarana e skinka. Após descansar e lanchar a galera seguiu rumo a Parnaso e Convales. Esta parte dá trilha foi o mento de maior sofrência, pois as ladeiras foram muitas e as marchas da bike trabalharam como nunca. Foi cada subida ao concluir o coração batia a mil. Por terem pedalado no sábado cerca de 35 km alguns membros estavam cansados, mas em especia Zé Edison, que conheceu de perto as ladeiras "ingrimes" do ruralismo limoeirense. Nossa chegada a Convales foi marcada pelos "muruins" (tipo de inseto nativo deste povoado que pica a todos). 

Zé Edson, não suportou as ladeiras e voltou para casa de carona. O restante da galera seguiu rumo a Pitombeira, onde o restinho do lanche estava a esperar por eles. Na volta teve banana doce colhida do pé, altas fotos e um acidente com o bikeiro Márcio que saltou de um quebra mola voando cerca de 2 metros e se espatifando chão. Após o acidente a volta ficou mais complicada, pois Márcio reclamava de dores nas mãos, e nos joelhos. Ao ver o capacete aranhado a galera percebeu o quanto ele é importante nas trilhas. Com os smartphones dando área a galera conseguiu falar com o Socorrista do LBC, Jair Ferreira, que não exitou em vir ao socorro do ciclista e amigo ferido. Márcio foi de Carro rumo ao hospital e o restante voltou a Limoeiro pedalando. O salda da queda foi um braço fraturado, dois joelhos inchados e uma mão direita dolorida, mas graças a Deus nada além disso. Mesmo com alguns contratempos a trilha com mais de 53 km foi considerada muita boa pelos membros do Limoeiro Bike Clube (LBC). Assim terminou o dia de domingo do LBC, que foi contados para todos através deste Diário de Bordo. Para Márcio serão cerca de 45 dias longe do LBC, mas isso não o manterá afastado do grupo, pois ele conta as horas para voltar a pedalar. Veja mais fotos em nossa Página no Facebook.











LBC conclui pedal de 2014 com sabor de bolo de bacia e gostinho de abacaxi.



Foi em clima de muita alegria que os membros do Limoeiro Bike Clube (LBC) finalizaram sua jornada de trilhas do ano de 2014. A trilha de hoje foi show de bola e teve direitos a amigos novos, bolo de bacia e um saboroso abacaxi em Vila Mendes. O dia da galera do LBC começou cedo neste domingo (28/12) e por volta das 5 horas e 20 minutos desta manhã agradável eles seguiram rumo ao Cedro, cemitério do cedro, Pitombeira, Vila Mendes e PE 90 com muita força de vontade. A saída do grupo foi do mesmo local de sempre e com a galera animada a turma seguiu rumo ao Cedro passando pelas paisagens rurais e apreciando o sol surgir bem de mansinho e espalhar seus raios que aquece a alma e o coração. Paradas para foto foi o que não faltou nesta ultima trilha do ano. A parada na Praça do cedro foi certeira e ajudou a descansar um pouco, afinal a galera já havia pegado algumas ladeiras. A subida antes de chegar ao cemitério foi crucial e alguns bikeiros optaram por fazê-la empurrando, mas ouve os que foram corajosos e a subirão de cabo a rabo sem pestanejar ou reclamar. A parada em frente a cemitério serviu de descanso e de reflexão, afinal lá é um lugar onde tudo se acaba, inclusive o orgulho e a riqueza material.

A galera seguiu subindo e descendo ladeira, apreciando a paisagem que compõe o reduto rural de Limoeiro. A segunda parada mais longa foi em Pitombeira (comunidade rural de Limoeiro) para comer aquele delicioso bolo feito em lata de sardinha acompanhado de um guarana bem geladinho e refrescante.  O clima começou a esquentar e sol se abriu soltando seus raios quentes e castigante. Tal fato não desanimou os ciclistas que após comerem voltaram a pedalar rumo a Vila Mendes onde no freezer havia a esperar pelos bikeiros dois abacaxis que por sinal acabou virando costumeiro passar por lá e parar para saborear esta fruta que é apreciada por todos. Após comer e se deliciar a galera pegou a PE 90 e partiu rumo a zona urbana de Limoeiro. O sol ainda mais quente foi o vilão da volta da galera que teve gente desistindo e pegando Toyota por não aguentar o mormaço. A chegada a Limoeiro foi bem tranquila para o restante do grupo que já esta habituado com o clima quente e o sol escaldante.

Assim terminamos nossa edição do Diário de Bordo do LBC que levou para vocês durante todo o ano de 2014 todos os acontecimentos do grupo durante todo este ano. Foi um ano de boas lembranças e viagens inesquecíveis para todos os membros e é por este motivo que só temos a comemorar e foi assim que fizemos na terça-feira (23/12) com a confraternização do grupo. A quem nos acompanhou durante todo este ano de 2014 nós desejamos um Feliz 2015 repleto de realizações e muita fartura na mesa não faltando a fé e a esperança de dias melhores. No primeiro domingo de Janeiro teremos a primeiríssima trilha do ano com destino a localidade de Convales e todos os membros estão convocados a entrar 2015 com o pé direito. Obrigado a todos e até lá.  Confira outras fotos dsta trilha em nossa página no Facebook neste LINK AQUI