Dica: Furou pneu e não tem câmara de ar? Três formas de ir para casa mesmo sem câmara de ar reserva



O Canal Global Cycling Network fez mais um excelente vídeo com três dicas de como conseguir “se virar” em caso de furo, mesmo sem câmara de ar reserva. O importante é sempre levar câmara de ar reserva e se possível um kit de remendo. Mas muitas vezes só levamos a câmara de ar reserva. No caso de acontecer mais de um furo no pedal, você pode ficar na mão. Existem três alternativas caso isso aconteça:

1 – Técnica do nó: Encha a câmera e descubra onde está o furo. Esvazie-a novamente e dê um nó na câmara o mais próximo do furo possível e aperte bem. O nó deve evitar do ar ir até o buraco, dessa forma você conseguirá encher o pneu. Coloque no máximo 60 libras após dar o nó.

2 – Técnica do nó duplo: Caso a câmara tenha se cortado, talvez a técnica do nó único não funcione, então você precisara usar a técnica do nó duplo. Corte a câmara onde tiver o furo utilizando a coroa da bike. Após cortar a borracha, dê um nó em cada ponta da câmara e a coloque novamente no pneu. Assim como na primeira dica, não coloque mais do que 60 libras na hora de encher.

3 – Mato:
Se nenhuma das técnicas funcionar, procura algum lugar que tenha grama ou capim e coloque o máximo possível de capim dentro do pneu para dar um pouco de consistência a este.

Essa deve ser uma solução de último caso, uma vez que o pneus ficará extremamente irregular e com pouca consistência.

ATENÇÃO

Todas essas soluções são emergenciais, então, se precisar utiliza-las, volte para casa imediatamente após o conserto!


Leia mais em http://www.praquempedala.com.br/blog/dica-furou-pneu-e-nao-tem-camara-de-ar-tres-formas-de-ir-para-casa-mesmo-sem-camara-de-ar-reserva/

LBC faz trilha produtiva com muita alegria



Mais uma vez o Limoeiro Bike Clube fez mais uma trilha dominical super descontraída e com seu grupo unido pela vontade de pedalar e de se divertir. Na trilha de hoje (23/11) com destino ao Engenho Cordeiro teve de tudo e sobrou até uma queda para Jair nosso amado PQ. Como sempre o grupo saiu às 5 horas da matina com muita vontade de pedalar.O inicio do pedal foi marcado pela queda de Jair que beijou a lona em um nocaute com direito a cruzado de esquerda de sua bicicleta. Na verdade mesmo ele foi ao asfalto e não a lona. Sua queda foi um misto de susto e risadas, pois ele caiu na pista quando sua bicicleta derrapou e por o trânsito é sempre intenso, mas graças a Deus não houve nada grave com ele e o nosso Jair teve apenas escoriações no joelho e tornozelo. Mesmo com sua queda o mesmo resolveu seguir com o grupo e demonstrou que não há barreiras aos que amam pedalar. Devido sua queda e a dificuldade dele em pedalar a trilha foi encurtada e a ida até o Engenho Cordeiro teve de ser adiada, mas mesmo assim o grupo ainda chegou até a entrada do Engenho Cordeiro demonstrando que poderia ter ido muito mais longe. 

A volta foi marcada pela parada no bar do Capão para aquele café matinal esperto regado a cará, macaxeira, cuscuz, carne de sol, capão, galinha cozida e para beber sucos de graviola e pinha. Todos se fartaram e repuseram as energias para voltar a Limoeiro e dar por encerrado mais uma domingo de exercício físico. A trilha de hoje foi completada com cerca de 4 horas e tendo média de 34 km de distancia com  1.394 calorias perdidas com velocidade máxima de 45 km/h. A volta foi super tranquila e todos chegaram em suas casas com a sensação de dever cumprido. Assim foi o contada a trilha de hoje do LBC em seu Diário de Bordo.Quem desejar nos acompanhar pode nos seguir no Facebook através de nossa Página (AQUI) ou ainda em nosso perfil na mesma rede social (AQUI). Todos são bem vindos ao grupo. Assim encerramos nosso domingo desejando a todos uma boa semana.









LBC realiza mais uma trilha com êxito eum bom bate-papo


O LBC realizou mais uma trilha show de bola neste domingo (16/11) com destino a Bom Sucesso, Vila Mendes e outras localidades rurais de Limoeiro. A partida se deu por volta ads 5 horas e 30 minutos de uma manhã de sol e tempo agradável. Nesta trilha foram 5 ciclistas que com muita força de vontade pedalaram por subidas e descidas. Diversos assuntos foram abordados pelo grupo e dentre eles a morte do radialista Carlos Alfeu que repercutiu na cidade. O abacaxi não poderia faltar e ele foi o prato principal da refeição dominical. A trilha de hoje foi realizada com 02 horas e 44 minutos tendo um total de 25,98 KM com 1072 calorias perdidas. A velocidade máxima foi de 40 km e com muita adrenalina as descidas iam sendo "traçadas" pelos bikeiros. 

O Clube que desde 2008 pedala junto gostaria de deixar registrado neste diário de bordo o apreço imenso que todos os membros tinha pelo Carlos Alfeu e cada membro do grupo deseja que ele vá em paz com o sentido de dever cumprido. Ele que sempre ajudou a divulgar o grupo na Rádio Jornal de Limoeiro se vai deixando muitas saudades. Assim encerramos nosso edição deste domingo do nosso Diário de Bordo, dedicando a trilha de hoje a Alfeu. Que todos possam orar e pedir pela alma dele em suas orações. Até domingo com toda equipe completa. Tenham todos uma excelente semana e uma chuva de bênçãos provida do amor divino. 

A trilha da devolução de favores


Hoje o Limoeiro Bike Clube fez mais uma de suas trilhas show de bola e desta feita tivemos a presença de uma galerinha massa; O ciclistas de Aldeia. Elas em primeiro lugar nos receberam em sua localidade quando lá fomos fazer uma trilhar massa demais e hoje (09/11) foi nossa vez de retribuir o favor que eles nos fizeram. Como cordial que somos preparamos um delicioso café da manhã a base de frutas, sucos e bolo para começar o dia com o pé direito. Nossa saída se deu por volta bem cedo e com uma galera massa seguimos rumo ao Cedro e de lá passando por Lagoa do carro. Entre um caminho e outro aquela velha parada para tirar fotos e curtir o local, afinal para nós era o local de trilhas passadas, mas para a galera nova era um lugar desconhecido e cheio de subidas e descidas regado a poeira e mormaço do sol de novembro. A paisagem rural dá o tom de uma localidade hospitaleira e cheia de animais tipicamente daquela região. 

 A velocidade máxima foi de 50 km e as calorias pedidas passaram das 1500 calorias. Para repor as energias só uma parada básica no bar do capão e foi o que fizemos. paramos lá e saboreamos um delicioso café da manhã regado a macaxeira, arroz, capão, pirão e capão, carne de sol, carne de charque (jabá ou seca como alguns conhecem), Coca-Cola  duas jarras de suco (cajá e graviola). Nossa volta a Limoeiro foi super tranquila com velocidades alta chegando a picos de 50km/h devido a força do vento que soprou a nosso favor. A chega foi tranquila e todos puderam desfrutar das paisagens rurais de Limoeiro e Lagoa do carro. Assim deixamos registrado no nosso Diário de Bordo como foi nosso dia de trilha. Quem desejar rever mais trilhas nossas pode acompanhar nosso em www.limoeirobikeclube.com ou blog www.coisasdavida.com. Em ambos você encontra toda nossa trajetória durante mais de cinco anos de inicio de registro. Para quem curte ver nossas fotos temos uma página do Facebook que pode ser acessada através deste LINK AQUI.














Trilha com sabor de abacaxi


Salve salve galera do bem, e aí blz? Estamos aqui com mais um domingo de trilhas do Limoeiro Bike Clube que desta feita vem contandop com a presença de um novo membro, Zé Edson, que já vinha se preparando durante um périodo para chegar chegando no grupo de ciclismo mais antigo de Limoeiro e onde a galera pedala por prazer. Como sempre a saída foi no mesmo batlocal e na mesma bathora, pois isso é de lei. A saída se deu por volta das 5 horas e 30 minutos rumo ao povoado de Poço do Pau localizado na cidade de Passara e guardando dentro de sim um pouco de Limoeiro, afinal lá já foi um pedaço da Princesa do Capibaribe. Passar por Ribeiro do Mel também nos trás boas lembranças. O pedal foi bastante rápido e a velocidade variando entre 20 e 25 KM garantiu uma chegada veloz a Poço do Pau. Com as bikes alinhas e arrumadas seguimos nosso pedal por entre morros de pedras e muito chão batido cheio de recordações de outras trilhas feita pelo grupo por esta localidade. 

Tudo era feito para enturmar ainda mais o novo membro que já se adaptou bem ao grupo, afinal ele não era bikeiro, mas era amigo dos caras o que dá quase que na mesma coisa.  Se a ida foi veloz a volta foi mais veloz ainda e deu direito a dois pit stop para reabastecimento de forças. No primeiro o cardápio foi a base de abacaxi e o segundo teve galeto assado na hora, cerveja bem geladinha e Coca-Cola no grau para amenizar o calor. Muitas recordações vieram a tona e ao som de boa músicas íamos ouvindo cada nova história que hora tinha sua pitada de humor hora de saudosismo. A chegada ao centro de Limoeiro se deu por volta das 9 horas e com todos muito bem de saúde e com preparo físico bem legal. Assim foi nossa trilha de hoje registrada neste Diário de Borda que voltará no domingo  (09/11) com uma super trilha de agradecimento aos colegas ciclistas de Aldeia. Tenham todos uma excelente semana e até domingo se assim Deus nos permitir. Confira nossas fotos em nossa Fanpage no Facebook através deste Link Aqui